loader
V I R A D A


COLUNISTAS









clear

Virada Empreendedora mostra que segredo do sucesso é fazer o que gosta

Evento também destacou a importância do empoderamento feminino na busca por um Brasil mais empreendedor

Por: Paula Araujo


Cerca de 1.600 pessoas compareceram à quarta edição da Virada Empreendedora, que contou com 24 horas de programação ininterrupta dividida em 66 atividades, com sete arenas simultâneas, realizadas nos dias 26 e 27 de abril na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e, durante a madrugada, na Escola São Paulo. O evento contou também com o Hacktaton – evento voltado para o desenvolvimento de aplicativos mobile, realizado pela Fiesp em sua sede na tradicional Avenida Paulista.

Durante a abertura Ana Fontes, proprietária da Rede Mulher Empreendedora e do coworking Natheia, enfatizou a importância da Virada para o empreendedorismo no país, “deixou de ser um evento, para se tornar uma causa, uma missão”.  Na solenidade também estavam presentes Maria José Antonelli e Tales Andreassi, ambos professores da FGV, e Bruno Caetano, diretor-superintendente do Sebrae, que destacou as dificuldades enfrentadas pelo empreendedor e a necessidade de se fazer o que gosta no mundo atual.

Na Virada, empreendedores das mais diversas áreas de atuação abordaram assuntos como finanças, tecnologia, educação no setor, ideias para alavancar os negócios, necessidades do mercado, empreendedorismo social e histórias de sucesso. “Ao todo foram 108 palestrantes e 12 curadores que dedicaram seu tempo e energia porque acreditam que vão ajudar a fazer um Brasil melhor”, destacou Ana Fontes.

O primeiro painel, realizado dentro da Arena Inspiração, foi ministrado pela jornalista e empreendedora Ana Paula Padrão, que abandonou as bancadas dos grandes telejornais para se dedicar ao empreendedorismo feminino e a novos desafios na profissão. Durante a palestra, Ana Paula apresentou um panorama da sua trajetória e relatou os diversos tropeços na profissão, a fim de enfatizar que “às vezes o não é só o sinal de que a sua estratégia está errada. É preciso apenas muitas a estratégia. Sucesso é o que você faz, movido por desejo e trabalhando loucamente”, disse.

Outro famoso palestrante da Arena Inspiração, Dr. Robert Rey, também conhecido como Dr. Hollywood destacou a importância de seguir em frente e amar o que faz. Com infância pobre e repleta de dificuldades, hoje é médico mais famoso do mundo. “Se eu adquiri esse sucesso, qualquer um pode alcançar”, disse. Ele também enfatizou o potencial do Brasil e criticou o formato de sua profissão, “eu faço com amor. Estou tentando matar a frieza da medicina”.

 No II Fórum Empreendedoras, mulheres dos ramos mais variados discutiram as diversas formas de empreender, além de captar recursos e melhorar as estratégias de negócios. A diretora executiva da Anjos do Brasil, Maria Rita Spina Bueno afirmou que quando houver a consolidação da cultura do empreendedorismo o resultado será “desenvolvimento no Brasil e geração de emprego e renda”.

Em um dos painéis da Arena Sua Empresa Vai Virar, a palestrante Roberta Omeltech, sócia da Omeltech Desenvolvimento, deu uma verdadeira aula sobre controle de custos. Para ela, “ser empreendedor é maravilhoso. A gente cresce como empresário e pessoa, mas a base é fundamental”.

Na Arena Startup Run, os presentes participaram de diversas atividades para compreender como elaborar melhor o seu modelo de negócios para serem apresentados no domingo durante da batalha dos Pitch Fights. Durante a madrugada, também sob o comando do curador Anderson Pena, os participantes tiveram a oportunidade de testar a apresentação de seus pitchs em vinte segundos. A vencedora Nathalie Mikellides, sócia-proprietária da Forcefield e primeira mulher vencedora do Pitch Fights, confessou que pensou em desistir da disputa, mas resolveu apostar na sua ideia, que é a fabricação de protetores bucais para lutadores – setor que já atua – porém com o uso de impressoras 3D. Como prêmio, Nathalie receberá duas bolsas de estudo da FIAP, inclusão do seu projeto na germinadora e assessoria de imprensa da PitchCom durante três meses.

 A Virada Empreendedora também contou com as arenas Empreendedorismo Social, Futurismo e Inovação e Educação Empreendedora, além de 20 expositores dos mais variados tipos na Feira de Negócios, tais como: Senac, BNI, Tim, Beleza Infinita, entre outros. A Virada Empreendedora tem patrocínio do Itaú, Neolaw e Sebrae e conta com apoio de 50 outras empresas. 

Fonte: Divulgação

Sobre o autor:
Equipe RME

OUTRAS NOTÍCIAS

2016

clear
NEWSLETTER
Receba notícias e novidades para ajudar você e seu negócio:
ASSINAR

SEGMENTOS
REALIZAÇÃO



Este portal foi desenvolvido pela Objecta internet, uma agência digital engajada com a iniciativa empreendedora e com os resultados online das pequenas empresas.