loader
V I R A D A


COLUNISTAS









clear

Não seja uma “ISCA” fácil no oceano vermelho do empreendedorismo feminino

Por: Cláudia Mamede*

 

Será que só eu estou irritada com a banalização do tema empreendedorismo feminino? Todo dia, vejo pipocar grupos, páginas, mentorias, coachings e um bando de gente querendo “surfar” nessa onda do empreendedorismo. Canso de ler adjetivos do tipo: Supermãe e mulher, “sua linda” como se isso fosse um título para nos vangloriarmos! Toda mulher empreendedora de verdade, rala, trabalha e sabe que todas essas bajulações não pagam nossas contas no fim do mês! E fico imaginando como as mulheres que leem tantas coisas do tema como congressos, palestras, eventos, chás da tarde, piqueniques e até cruzeiros marítimos acham disso! Fico pensando como as pessoas encaram isso em suas vidas? Porque quando você realmente empreende, não tem tempo para tantas coisas. Simples assim. O Networking é importante, o estudo é mais ainda, mas o trabalho, as contas no fim do mês chegam indiferente à sua busca por temas que nos tratam como uma empresária retardada”, só porque somos “mulher”.

Quando vejo essa multiplicação de grupos, pacotes e especialistas no tema me sinto naquela sensação de “estar na 25 de março” na busca por um simples objeto me esquivando de camelôs, vendedores ambulantes oferecendo a “invenção da pólvora” ou aqueles apitos de gatos que só funcionam na boca do vendedor, que quando você chega em casa com ele, não serve para nada! Sabe? rs... Isso me dá fobia! E é por isso que não frequento lugares assim. Não gosto de me sentir ISCA!

Por isso é importante valorizar trabalhos sérios e que realmente nos represente nesse universo.  Representaria o sentimento como naquela hora do “Caos da 25” em que você fosse resgatada por uma pessoa gentil, que abrisse seu caminho e te guiasse até a loja que você realmente estava buscando. Acho que toda mulher entenderá essa analogia...rs...acredito que devemos procurar por algo que nos identifique, há poucas no mercado, mas existe trabalho sério por aí.

Por isso digo meninas, fujam enquanto há tempo! Não seja uma isca fácil neste oceano vermelho do empreendedorismo! Priorize suas necessidades e não abra mão de sua virtude de escolher, de viver só o que te faz bem! 

 

 

 

Cláudia Mamede é jornalista, mãe empreendedora e sócia da PitchCom - Assessoria de Comunicação e Imprensa - focada em PMEs

Fonte: Divulgação

OUTRAS NOTÍCIAS

2016

clear
NEWSLETTER
Receba notícias e novidades para ajudar você e seu negócio:
ASSINAR

SEGMENTOS
REALIZAÇÃO



Este portal foi desenvolvido pela Objecta internet, uma agência digital engajada com a iniciativa empreendedora e com os resultados online das pequenas empresas.