loader
V I R A D A


COLUNISTAS









clear

Empreender é um estilo de vida

 

por Alice Sosnowski*

Empreendedorismo pode ser aprendido? Ou é uma qualidade intrínseca do ser humano? Acredito que todos nós possuímos competências empreendedoras que aplicamos em diferentes áreas da vida, seja abrindo uma empresa, criando um filho, planejando uma viagem ou lidando com um relacionamento. Ao nascer já começamos a empreender uma jornada cheia de riscos, obstáculos, incertezas e apostas.

Agora, empreender na vida profissional tem outro significado e é uma questão de ESCOLHA, que pode ser natural ou levar anos para ser consolidada. Muitas pessoas hoje em dia me perguntam como é entrar neste jogo: quais as regras, os ganhos e as perdas de assumir uma postura empreendedora no mercado de trabalho.

Minha experiência mostra que cada um faz o seu caminho, mas podemos sim encontrar alguns atalhos. Estudei para ser jornalista em uma grande empresa de mídia. Passei pelo mundo corporativo, cansei dele, engravidei na mesma época em que pedi demissão. Mas não tinha comigo – de forma consciente, pelo menos  – características empreendedoras indispensáveis como persistência, coragem, visão de futuro etc.

Foi ao longo dos anos, e com as pancadas da vida, que fui adquirindo estas habilidades. O empreendedor tem que aprender a voar conforme o vento. Aprende também a planejar sua instabilidade e conquistar dinheiro cliente a cliente. Não ganha décimo terceiro, nem bônus. Não tem férias remuneradas. Em um mês, faz um saldo positivo no banco. No outro, só sobram os boletos para pagar.

O empreendedor procura trabalho todos os dias e não apenas na seleção de emprego. Para isso, precisa ser bom sempre, se atualizar, fazer networking, inovar no seu mercado. Claro, tem a vantagem de fazer sua própria agenda. Mas isso não significa liberdade incondicional. O prazo é sempre do cliente.

Percebi que ao escolher o empreendedorismo, me tornei uma pessoa mais madura, assertiva, criativa e apaixonada pelo que faço. Também, aprendi a ser mais compreensiva com os erros alheios e com as minhas próprias falhas. Vi que compartilhar conhecimento é uma exigência. E dividir experiências de sucesso – e fracasso – é uma forma de se superar.

Empreender é um jogo que não tem regras. Você aprende enquanto faz. E vai muito além do que ter uma empresa (está aí o intraempreendedorismo tão buscado pelas grandes companhias). É uma atitude, um modo de ver a vida. Com mais autonomia, proatividade, inovação e, acima de tudo, PROPÓSITO.

Se você colocar na balança, e os ganhos (não conte apenas financeiros!) superarem as perdas, não hesite: Empreenda! É o melhor que você poderá fazer por você e pelo mundo.


*Alice Sosnowski escreve há 4 anos o blog O Pulo do Gato, que tem a missão de inspirar empreendedores a inovar. Também é cofundadora da Rede Mulher Empreendedora, primeira rede de apoio a mulheres empreendedoras no Brasil, e especialista entrevistada para a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor).

O texto foi originalmente publicado no blog O Pulo do Gato. Confira aqui: http://www.opulodogato.org/empreender-e-um-estilo-de-vida/

 

Fonte: http://www.opulodogato.org/empreender-e-um-estilo-de-vida/

Sobre o autor:
Equipe RME

OUTRAS NOTÍCIAS

2016

clear
NEWSLETTER
Receba notícias e novidades para ajudar você e seu negócio:
ASSINAR

SEGMENTOS
REALIZAÇÃO



Este portal foi desenvolvido pela Objecta internet, uma agência digital engajada com a iniciativa empreendedora e com os resultados online das pequenas empresas.