loader
V I R A D A


COLUNISTAS









clear

Especial Dia das Mães

Para Homenagear as mamães empreendedoras vamos divulgar uma série de entrevistas super bacanas!

 

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

www.redemulherempreendedora.com.br
 
08 de maio de 2015
 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Heloisa Motoki: Sou Heloisa Motoki, casada e mãe da Leticia de 10 anos e Jonathan de 5 anos. Sou empreendedora da Quali Contábil a 5 anos e atuo na Rede Mulher Empreendedora a 1 ano e meio. 

 

RME: O que te motivou a empreender ?
Heloisa: Empreender nasceu da necessidade de mudar minha carreira, já atuava na área e passei a repensar minha carreira pouco antes de ter a segundo filho, estava insatisfeita com o meu emprego e tinha duas escolhas a fazer, mudar de emprego ou ter o segundo filho, acabei ganhando dois filhos, o Jonathan e a Quali Contábil, que nasceu no mesmo período, por pedido de algumas empresas, aceitei o desafio mais como uma relação de amizade do que propriamente de negócio

 

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora ?
Heloisa: Empreender me ajudou muito em organizar meu dia a dia, continuo trabalhando muito (sou uma workaholic, ou melhor, uma worklover), mas tenho maior flexibilidade, consigo deixar e buscar as crianças na escola, por exemplo, e consigo adequar minha agenda ao tempo do cliente, atendendo muitas vezes aquele empreendedor que está no comecinho e não pode contar com o horário comercial. Para isso também conto com o apoio da família, como meu marido e a Dinda dos meus filhos.

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora ?
Heloisa: Meu sonho é que mães que empreendem possam seguir com seus sonhos de ter um negócio pela oportunidade, consigam planejar sem ter o tempo e o dinheiro como inimigos. E que em suas empresas elas possam aplicar políticas internas que acolham mulheres e mães.

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Heloisa: Planejamento! Não canse de fazer pesquisas, estudar possibilidades, conhecer o que vai fazer, ter um plano A, B, C... Não empreenda pela moda, por achar que vai trabalhar menos, por achar que é fácil. Precisa ter paciência e persistir. Empreenda pela paixão e peça ajuda, ajude outros empreendedores, ninguém empreende sozinho e pequenos negócios nascem muitas vezes pelo relacionamento e pela confiança. 

 
_____________________________________________________________________________________
 

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

08 de maio de 2015

 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Andrea Natrielli:
Sou a Andrea Natrielli, tenho 32 anos e dois filhos, de seis e três anos. Sou psicóloga, atendo pacientes no consultório e sou coach e consultora de RH. Eu fui sócia numa consultoria de gestão de pessoas e deixei de trabalhar após o nascimento do meu segundo filho. Mas, eu descobri que gosto muito do que faço e sentia falta do trabalho. Após um ano e meio resolvi voltar, abri uma empresa (a Natrielli GEP) e voltei ao consultório. Por causa das experiências com a maternidade, passei a me especializar em Psicologia Perinatal. Quis juntar todas as minhas experiências profissionais e hoje também realizo trabalhos de coaching para mulheres que querem empreender, se encontrar, estruturar ou mudar de carreira.

 

RME: O que te motivou a empreender ?
Andrea:
Eu sempre gostei de empreender. Gosto da sensação de ter uma ideia ou um interesse e poder desenvolvê-los e alimentá-los da forma que acredito. Me sinto entusiasmada com o crescimento e retorno do negócio.

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora? 
Andrea:
Antes de ser mãe eu dedicava quase todo meu tempo ao trabalho. Hoje, essa administração ficou mais difícil porque preciso dividir meu tempo entre trabalho, a família e a casa. Como faço muitas atividades diferentes, eu costumo trabalhar com um calendário e dividir os dias da semana entre os projetos. Geralmente concentro um ou dois dias da semana para cada atividade. Também tenho o costume de trabalhar com listas de tarefas diárias que são divididas por prioridade.

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Andrea:
Venho me sentindo satisfeita por ter flexibilidade para ficar com meus filhos quando eles precisam ou quando há a possibilidade. Meu sonho atualmente é ampliar os negócios e conquistar mais clientes.

 

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?

Andrea: Descubra algo que você se apaixone e faça muito sentido. Tenha paciência para ter o retorno esperado e não deixe de perseverar.

 

 

 
_____________________________________________________________________________________
 

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

08 de maio de 2015 
 
 
 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Ana Luisa Matsubara (Analu):
Eu, Analu, acidentalmente enveredei pelo caminho do Iyengar Yoga participando de uma aula intensiva de duas horas, em uma academia de São Paulo, em 1999.
Desde então, minha rotina de vida vem gradualmente se transformando em algo muito mais significativo e luminoso. As respostas para as questões mais íntimas e dos “porquês” de minha existência foram ganhando eco interior, apaziguando minha mente, corpo e alma. A prática constante e ininterrupta traz, dia após dia, uma liberdade interior e equilíbrio que me levam mais e mais em direção a mim mesma.

A original formação administrativa e vida como empresária, hoje são balanceadas com a paixão em ensinar Iyengar Yoga segundo os ensinamentos de BKS Iyengar.

Sou certificada internacionalmente pelo Ramamani Iyengar Yoga Institute, em Puna, Índia, e estou continuamente aprimorando a minha prática e a prática em dar aulas com muito envolvimento, disciplina e amor ao que faço.

Constantemente participo de workshops nacionais e internacionais para reciclar minhas vivências e passar sempre os bons frutos que o yoga nos oferece, trata-se de um banquete de boas novas ao espírito buscador de qualquer ser humano que anseie mergulhar em seu interior.

RME: O que te motivou a empreender?
Analu:
Busquei através do SIYSP - Studio Iyengar Yoga São Paulo - levar as técnicas do Iyengar Yoga a todos os interessados em gerar uma dinâmica de vida com mais equilíbrio e saúde. Em especial às mulheres de São Paulo que constantemente acabam somatizando em alguma parte de seu sistema físico os excessos de demanda do dia a dia.

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora ?
Analu:
Mãe divorciada com 2 filhos (um de 12 e outra de 2) acabo gerenciando uma agenda absolutamente estreita em termos de horários, mas curiosamente, muito eficaz em termos de gestão de estresse. A minha prática pessoal com as técnicas do Yoga são a minha gasolina, em meio a parte administrativa do Studio e aulas regulares que dou tenho boas janelas de encaixe para as prazerosas aulas de natação com a pequena e os estudos junto ao meu filho mais velho. O tema é o "como" eu uso o tempo escasso com sabedoria e presença mental. Os atributos mencionados dão um colorido e uma vivacidade à minha rotina diária sem deixar que eu caia na armadilha do agir sem pensar ou ter ciência de meus atos. 

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora ?
Analu:
O meu sonho é poder ainda ter mais êxito na meta de conquistar mais tempo de ócio puro! rs. Por enquanto haja vista a idade de meus filhos ainda tenho que adiar esta meta. Para além deste sonho de longo prazo eu sonho de forma mais ampla poder levar o meu conhecimento adquirido ao público feminino ainda maior: quero atingir através do Iyengar Yoga os corações das mulheres gestantes, mulheres que sofrem de depressão, TPM, mulheres na menopausa, ou demais transtornos advindos do estresse instalado.

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Analu: Que antes de mais nada possam conectar-se de forma genuína com a atividade que realmente as deixem plenas de corpo e alma. Que tenham a sabedoria de escolher parceiros de trabalho que vistam a camisa, que tenham a perspicácia de pesquisar detalhadamente o mercado escolhido haja vista os grandes desafios de empreender neste país cuja tributação é pra lá de salgada e cujas leis sofrem diariamente mudanças.  _____________________________________________________________________________________

 

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

08 de maio de 2015 
 
 
Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você. 
Fabiana Franceschi: Sou uma pessoa apaixonada pela vida, pelas cores, acredito que estamos nesse planeta com um propósito e que podemos ser feliz sempre!

RME: O que te motivou a empreender?
Fabiana: A vontade de fazer algo novo, sem seguir regras, ser responsável pelo meu caminho!

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora?
Fabiana: Com a ajuda da família, as vezes até dos colaboradores da empresa! Fico com os meninos na parte da tarde, mas quando é preciso a empresa passa a ser a casa deles! 

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Fabiana: Mostrar que quando acreditamos no que fazemos e nos empenhamos às coisas acontecem! E que independente do meio externo, agir com dignidade e ética da frutos e nos permite viver em paz!!!

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Fabiana: O esforço vale a pena. Envolver a família no que fazemos traz conforto e nos empurra pra frente! Mostrar para os filhos que trabalhar pode ser gostoso (e não um sacrifício), que eles fazem parte desse sonho, que desafios foram feitos pra serem superados é uma lição que não tem preço! 

E principalmente que um dia eles vão se orgulhar de você e do seu trabalho, e isso vai ser a maior recompensa!!! 

Fabiana Maria Franceschi Costa e Silva, 41, formada pela Faculdade de Administração de Sistemas de Navegação Fluvial (FATEC / JAÚ), sócia fundadora há 20 anos da empresa Nacional Ossos – pioneiraem fabricar ossos artificiais no Brasil exportando para mais de 30 países - é diretora administrativa / financeira, ex-aluna do curso 10.000 Mulheres Empreendedoras da FGV-SP e é uma das embaixadoras da Rede Mulher Empreendedora em Jaú e Região.

_____________________________________________________________________________________

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

07 de maio de 2015
 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Grace Barbosa: Meu nome é Grace I. Barbosa, sou jornalista por formação. Virei empreendedora quando me tornei mãe. Muito sem saber o que isso significava na prática. Aos poucos fui sentindo o gostinho de criar, gerenciar e administrar e fui me apaixonando por isso. Sou mãe da Julia, de 3 anos, trabalho em home office, tenho minha empresa de conteúdo e eventos, a Mãezíssima, também presto serviço como consultoria de escrita, assessoria de imprensa e produção de conteúdo. Sem esquecer que ainda sou esposa do Silvio e dona de casa - e quem não é?

 

RME: O que te motivou a empreender?
Grace: Meu gatilho definitivo foi a maternidade. Sofri fortes influências do início do boom do empreendedorismo materno aqui em Curitiba. Mas a verdade é que eu não sabia nada de empreendedorismo no início e tive que aprender na prática princípios básicos de negócios. Minha vontade inicial era acompanhar de perto, bem pertinho o crescimento da minha filha. Posso dizer que isso eu consegui. Ela hoje tem 3 anos e posso dizer que estive presente em todos os passos do desenvolvimento dela até aqui. É claro que isso é uma necessidade minha, fruto da minha história de vida, por favor, não entendam como princípio fundamental da maternidade, muito pelo contrário. O que mais tenho aprendido é que em maternidade e empreendedorismo e pior - empreendedorismo materno - cada uma tem seu jeito ideal. 

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora?
Grace: Tento seguir uma agenda definida e lidar com os imprevistos. Confesso que ainda tenho muito que aprender nessa área. Mas funciona assim aqui em casa: eu fico com a Julia e a casa pela manhã, e trabalho de tarde e a noite. A noite meu marido chega do trabalho e assume a Julia - banho e cama. Como toda empreendedora acho que meu dia poderia ter mais horas, para eu poder fazer mais coisas. Mas a verdade é que não tem então também parto para as madrugadas para conseguir dar conta das demandas. 

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Grace: Meu sonho é mais oportunidade de aperfeiçoamento de qualidade que acolha a mãe empreendedora. Essa é uma área que ainda é carente de gente séria, fazendo um trabalho sério em prol da evolução da mãe empreendedora. Não dá para viver no amadorismo e jogar a culpa na maternidade, mas também não dá para abraçar o empreendedorismo e esquecer a maternidade. Não sei se um dia essa balança se equilibra.

Também sinto falta de encontros de networking com mães empreendedoras e um ecossistema de negócios de alto impacto no meio materno. 

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Grace: 1- Planejamento, planejamento e, por favor, não se precipite. Essa é uma escolha que precisa ser pensada e planejada com calma e com segurança. 2 - É uma escolha familiar, não adianta comprar a briga sozinha. 3 - encontre pessoas iguais a você ou no mesmo caminho, com os mesmos princípios para avançar juntas (rede de apoio) 4 - não se conforme com o amadorismo, não se conforme com pouco, não aceite nada menos que o excelente. 5 - não se intimide com nada ou com ninguém. Erga a cabeça, pegue seus filhos e vá à luta. Só você sabe as dificuldades e necessidades que possui. 

 

Grace  Barbosa é fundadora da Mãezíssima
 
_____________________________________________________________________________________

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

07 de maio de 2015

 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Acácia Lima: Mãe, esposa, dona de casa, empresária. Como a maioria das mulheres, sou um polvo multimídia: faço muito e muitas coisas ao mesmo tempo, quase sempre sem perder a qualidade. Taurina, sou persistente e essencialmente pragmática. Aceito a inevitabilidade do tempo sem nunca me acomodar esperando por alguma coisa. Busco. Às vezes me pergunto, mas jamais questiono a realidade. A vida é simples, bonita e amarga, algumas vezes, e eternamente um enigma. Não vivo para desvendá-lo e, sim, para experimentá-lo.

RME: O que te motivou a empreender?
Acácia: Desde adolescente quis trabalhar e ser independente, mas nunca tive perfil de funcionária, sempre me comportava como dono da empresa em todos os lugares onde trabalhei. Até que me perguntei: por que não?

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora?
Acácia: É bem complicado e requer muita disciplina. Trabalho pela manhã em casa, enquanto fico com minha filha de 9 meses. À tarde, depois que a deixo na escolinha, vou para o escritório, ou para reuniões e visitas com clientes e prospects. Depois que ela dorme, por volta das 20h, volto para o computador para finalizar pendências e responder emails. Entretanto, como imprevistos acontecem, sempre me preparo para planos Bs.

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Acácia: Construir uma empresa tão sólida e tão independente da minha figura para que eu possa ter mais tempo com minha filha.


RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?

Acácia: Paciência! Consigo e com o ritmo da maternidade, que não é fácil, nem mole! Com disciplina, tempo e sinceridade, tudo se encaixa, mas há que persistir e ser muito forte. Coragem é a palavra que definirá sua vitória.

 

 Acácia Lima é Ceo da Yellow.a

_____________________________________________________________________________________

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora

06 de maio de 2015 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Fernanda Picosse: Sou advogada, empreendedora e mãe de 3 filhos maravilhosos. O Arthur de 8 anos e as gêmeas, Lara e Laís de 5 anos. Vem deles a força e a coragem que eu tive para para empreender e continuar empreendendo.

RME: O que te motivou a empreender?
Fernanda: Os filhos. Apesar do risco de empreender ser muito maior, a contrapartida vale muito a pena. O fato de eu poder ser "dona da minha agenda" não tem preço. Participar ativamente do dia a dia dos meus filhos é a maior compensação de todas!

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora?
Fernanda: Preciso "equilibrar um monte de pratinhos ao mesmo tempo", mas com a maior disponibilidade e flexibilidade de horários e agenda, tudo fica mais fácil.


RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Fernanda: Conseguir permanecer ao lado dos meus filhos nesses anos da primeira infância deles, sendo uma mãe mais presente e passando minhas experiências para eles.


RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Fernanda: Não tenham medo de empreender. É difícil, cansativo, exaustivo, mas tem suas compensações. O tempo passa rápido, se não tomarmos uma atitude logo, vamos nos arrepender depois. Já dizia o ditado: Não deixe para fazer depois o que pode ser feito agora. 

 

Fernanda Picosse é sócia proprietária da Iplatam Consultoria e Serviços em Propriedade Intelectual

 

_____________________________________________________________________________________

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora 

06 de maio de 2015
 
 
 

Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Patrícia Santos de Jesus: Sou Patrícia, tenho 35 anos, sou empreendedora social, idealizadora da Consultoria Empregueafro um negócio social para inclusão do negro no mercado de trabalho. Trabalhei na área de RH por 12 anos em grandes empresas, me formei em Pedagogia pela FMU, fiz pós em Gestão de Pessoas na USP e MBA em Administração pela Trevisan Escola de Negócios. Sou casada há 9 anos com o Luiz que também é meu sócio e nós temos 3 filhos: Caynan com 6 anos, Matheus com 4 anos e Emmanuel com 11 meses.

RME: O que te motivou a empreender?
Patrícia: Uma inquietude provocada pela minha observação da falta de negros nas empresas. Eu desejo ser um agente de transformação da realidade do negro no mundo do trabalho. Quero contribuir para diversidade nas empresas, inclusão e para estatísticas mais igualitárias.

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora?
Patrícia: Minha rotina é uma loucura! Administro com apoio de ferramentas tecnológicas e disciplina. Acordo, coloco os mais velhos na perua escolar e começo meu trabalho Home Office junto com caçula que é super bonzinho e “trabalha” junto comigo. Quando eu tenho a necessidade de sair para visitar um cliente ou apresentar minha empresa, meu marido cuida deles e assume o papel dos cuidados antes da escola. E a noite quando eles chegam, caso eu não esteja em casa, aciono vizinhos e amigos pra cuidar deles. Quando um cliente tem que vir até mim, conto com o coworking do Natheia!

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Patrícia: Sonho em poder dar uma vida melhor, mais confortável pra eles. Gostaria muito que eles estudassem numa escola particular o dia todo, não só pra terem uma qualidade de ensino melhor, como pra que eu também pudesse me dedicar em período integral ao meu negócio. Acredito que a rotina ficaria um pouco mais tranquila.

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Patrícia: Mãe,  empreender é como ter mais um filho! Exige carinho, cuidado, capacitação e muita paixão! Não se intimide pela quantidade de filhos ou idade dos seus filhos. Se ser empreendedora for um sonho pra você, tenha isso como propósito de vida e lute, se organize, insista! Com amor, toda mãe consegue empreender e cuidar dos filhos! É um desafio, mas é possível!

Um  beijo

 

Patrícia Santos de Jesus é empreendedora social, idealizadora da Consultoria Empregueafro um negócio social para inclusão do negro no mercado de trabalho.

____________________________________________________________________

Entrevista por  Rede Mulher Empreendedora
06 de maio de 2015
 
 
 
 

 
Rede Mulher Empreendedora: Conte um pouco sobre você.
Andréa Carvalho: Sou Andréa, diretora da PAPEL SEMENTE e mãe do Luis Felipe. Sempre tive pequenos negócios informais, mas enquanto Felipe era pequeno a prioridade era ser Mãe. Até que um dia...

 

RME: O que te motivou a empreender?
Andréa: O ninho vazio. Tudo começa com a preocupação de ocupar o tempo para não "pirar" depois que meu filho escolheu estudar em outra cidade. Só que quando você percebe que seus sonhos também podem colaborar com outras pessoas, gerar emprego, gerar renda, preservar o meio ambiente e que você pode, através de seu empreendimento fazer algo melhor para o mundo... a força e a vontade de empreender só crescem dentro da  gente.

 

RME: Como você administra o seu dia a dia como empreendedora?
Andréa: Tenho uma agenda organizada com as prioridades da empresa, as minhas, as da família. E sempre deixo um espacinho para as emergências. Pois elas sempre surgem. Para isso a organização e a administração do tempo é fundamental pra mim.

 

RME: Qual o seu sonho como mãe empreendedora?
Andréa: Que o mundo seja um lugar muito melhor do que hoje para meu filho e netos viverem.

 

RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender?
Andréa: Quando realizamos nosso sonho através de um trabalho/empreendimento nos realizamos como pessoas. Isso nos deixa mais feliz e quem está ao nosso lado vive isso com a gente. Portanto, mãos a obra: somos capazes de fazer tudo o que sonhamos como mulheres e mães, basta acreditar e agir para isso.

 Abraços verdes e fraternos da Andréa.

 

Andréa Carvalho é Diretora na empresa Papel Semente e é Embaixadora da Rede Mulher Empreendedora no Rio de Janeiro!

 

 
 _______________________________________________________________________________________
 
Entrevista por Fernanda N. Wanderley – Rede Mulher Empreendedora
05 de maio de 2015

 
Fernanda N. Wanderley/RME: Diga um pouco sobre você.  
Lina Brochmann: Sou super prática, objetiva e disciplinada, me adapto bem às diferentes situações, amo viajar e sou uma pessoa que precisa de liberdade. Tendo a ver a metade cheia do copo – a famosa “Poliana – e não me abalo com pouco.


Fernanda/RME: O que te motivou a empreender ?
Lina: Foi uma conjunção de fatores. Sempre quis ter meu próprio negócio, ser dona do meu nariz - venho de uma família de empreendedores e acho que isso contribuiu muito também. Mudei de Porto Alegre para São Paulo com vinte e poucos anos, trabalhava com marketing em agências e consultorias. Quando engravidei do meu segundo filho senti a necessidade de mudar meu esquema de trabalho para poder estar mais perto das crianças e achei que era a hora de empreender. Pelo momento de vida que eu estava foi natural querer montar algum negócio no mercado infantil. Percebi que havia uma oportunidade na indústria de entretenimento, onde havia uma enorme oferta de eventos, atividades, espetáculos e passeios infantis acontecendo em São Paulo e nenhum veículo focado em divulgar isso de forma profissional – por um lado tinha jornais tradicionais, sem foco na programação infantil, e por outro uma infinidade de blogueiras sem muita expressão nem compromisso de divulgar a agenda completa de eventos infantis. Aí surgiu a idéia do bora.ai.


Fernanda/RME:  Qual o seu sonho como mãe empreendedora?

Lina: Conseguir equilibrar os dois pratinhos é meu grande desafio. Assim como não pretendo abrir mão da minha carreira em função da maternidade (acho que a longo prazo iria me arrepender, já que os filhos crescem e a demanda deles tende a diminuir), não quero nem conseguiria me ausentar por completo das crianças, principalmente na fase em que estão (5 e 2 anos). 
Meu sonho é ter filhos felizes, bem educados, com valores que eu acredito, e um negócio bem sucedido. 

Fernanda/RME: Que dica você deixaria para outras mães que são empreendedoras ou querem empreender

Lina: Ter persistência, trabalhar muito (não caiam na ilusão de que vão trabalhar menos ao terem seu próprio negócio, é o oposto!!) e conseguir dançar conforme o vento – se a sua ideia original não está dando certo, observe o mercado e adapte-se à ele!


Lina: Aproveito para parabenizar todas as mães pelo nosso dia e convida-las a conhecerem o bora.ai!


MINI-BIO:
Lina Brochmann é Relações Públicas e Administradora de Empresas, tem 35 anos, é casada e tem dois filhos. Fundadora do guia de programação infantil bora.ai.

 

 

Fonte: Fernanda Nascimento - RME

OUTRAS NOTÍCIAS

2016

clear
NEWSLETTER
Receba notícias e novidades para ajudar você e seu negócio:
ASSINAR

SEGMENTOS
REALIZAÇÃO



Este portal foi desenvolvido pela Objecta internet, uma agência digital engajada com a iniciativa empreendedora e com os resultados online das pequenas empresas.